Voltar

Review Thinkware FXD900

A gravação de vídeos do carro está virando mania no Brasil. E o review da Thinkware FXD900, top de linha da empresa coreana, especializada em GPS e câmeras automotivas, mostra que os gadgets são fáceis de usar. E ainda podem ser muito versáteis, utilizadas em gravações de acidentes, crimes ou mesmo para curiosidades – quem não lembra do meteoro que caiu na Rússia, em 2013, e teve a maioria das imagens registradas pelas câmeras veiculares?
A FXD900 possui uma câmera frontal Full HD e uma traseira HD, memória de 32GB, antena de GPS embutida e suporta temperaturas de -40ºC a 80ºC. Com o preço de R$ 1.199, não é tão facilmente encontrada quanto as dezenas de opções genérias disponíveis no mercado, mas oferece a confiabilidade da marca Thinkware, além do sensor de imagem CMOS Sony.
Para começo de conversa, a instalação. Na caixa, além da própria câmera e de seu suporte, há ainda a câmera de ré e seu cabo para ser adaptado ao chicote do veículo, a alimentação do gadget principal, um cartão de memória de 32GB (mais do que suficiente para dias e dias de gravação) e um adaptador do mesmo.
A instalação básica é simples: conecta-se o cabo de força à câmera principal, prende-se a mesma no para-brisas ou atrás do espelho retrovisor, insere-se o microSD e pronto. Basta ligar o carro e a operação começa. Porém, se o usuário quiser instalar a câmera de ré (altamente recomendável, uma das grandes “graças” do gadget), será preciso recorrer a uma loja especializada, e isso tem um custo médio de R$ 100.
Como a FXD900 conta com um sensor inteligente de GPS, basta apertar o botão que data, hora e local são sincronizados automaticamente. Veículo ligado, filmagem iniciada, mas também é possível gravar manualmente, além de tirar fotos. Há ainda a opção de gravação eventual, por exemplo, com o carro parado em um estacionamento, após sofrer um impacto. O aparelho também permite registrar todo o áudio do interior do automóvel.
A câmera oferece resolução Full HD (1920 x 1080P) na câmera frontal, e HD (1280 x 720P) na câmera traseira. E em ambas a resolução é mais do que suficiente para que se veja quaisquer detalhes da gravação com clareza – placas de veículos, por exemplo. Não há engasgos e a mesma opera com uma grande angular que capta praticamente 180º da imagem – exatamente aquilo que o motorista enxerga através do para-brisa. Mesmo com baixa luminosidade, é possível ver a maioria das placas. Novamente, o gadget não faz milagres: se você, com seus olhos, consegue identificar, a câmera provavelmente também irá conseguir.
A FXD900 tem design em forma de barra, para ajudar a dispersar as trepidações do veículo (elas praticamente inexistem no vídeo final). Beleza não é o forte do gadget e, aliás, ele é feito para ser discreto e não aparecer para todos. Atrás, são dois leds, que indicam a ação da câmera, um botão para captura de fotos, outro para início do vídeo e controles de som.
A dificuldade ainda é lidar com os cabos. Um instalador competente conseguiria escondê-lo no painel e estofamento do veículo, mas há ainda o fato de você perder sua “tomada”, o isqueiro, que fica reservado para a FXD900. Talvez uma bateria, a ser retirada e recarregada separadamente, possa eliminar o terrível cabo. Afinal, basta retirar o plugue do isqueiro que a câmera “morre” após alguns segundos. Aliás, o modo de estacionamento só funciona se o cabeamento for feito direto na bateria, o qu pode causar o esgotamento da bateria, segundo o fabricante.
Outro ponto negativo é o suporte da câmera: feito com uma (potente) fita adesiva, seu uso fica restrito a apenas um dos carros da casa. Uma opção com velcro ou ventosas talvez fosse mais interessante.
Os testes diários com a FXD900 mostraram que trata-se de um aparelho de qualidade. Com tantas opções de marcas duvidosas no mercado, suas imagens são muito semelhantes à GoPro, por exemplo. O hardware resiste ao sol, opera sem sobressaltos e, depois de alguns dias, “some” na paisagem do carro e vira parte da rotina.
Como pontos negativos, valem ser ressaltados o preço (R$ 1.199), bem acima de concorrentes (de menor qualidade, é verdade), a ausência de bateria e a falta de versatilidade. Mas se o usuário quiser uma opção fácil de usar, confiável, com altíssima qualidade e garantia de um ano, definitivamente a Thinkware FXD900 é uma opção para, além de ajudar na segurança do trânsito, estar preparado e de câmera a postos para o caso de um meteoro cair na sua frente..

    Fonte: Techtudo

    Matéria online aqui

Voltar